Workshop Discute Inovação e Tecnologia em Volta Redonda

Evento ‘Soluções para Smart Cities’ reuniu gestores públicos e iniciativa privada.

Gestores públicos e representantes da iniciativa privada lotaram o auditório da Prefeitura de Volta Redonda para participar do Workshop Soluções para Smart Cities. O evento realizado pela EPD (Empresa de Processamento de Dados), em parceria com a empresa Mactech Informática, na tarde desta quinta-feira, dia 30, apresentou projetos de tecnologia, implantados ou em desenvolvimento, para as cidades nas áreas de saúde, infraestrutura, mobilidade, segurança ou educação.

O prefeito Samuca Silva afirmou que tornar Volta Redonda referência em inovação e tecnologia é uma das prioridades da gestão. “Pensando em atingir esse objetivo, já implantamos o projeto Cerca Inteligente, que monitora entradas e saídas do município; criamos o FiscalizaVR, aplicativo que permite ao cidadão cobrar soluções do poder público e acompanhar o andamento do pedido; e do VR Parking, estacionamento rotativo que pode ser utilizado pelo aplicativo Digipare”, exemplificou o prefeito.

O presidente da EPD, Mateus Moreira Cruz, disse que o workshop para debater “Cidades Inteligentes” é um evento pioneiro e atraiu representantes de dez municípios da região. “A iniciativa colabora para troca de experiências e coloca Volta Redonda como fomentador de conhecimento em tecnologia e inovação para os setores público e privado na região”, falou Mateus, acrescentando que um dos objetivos é trazer boas práticas de tecnologias e inovações para a cidade.

O secretário municipal de Ciência e Tecnologia de Piraí, Osni Silva, afirmou que não tem como pensar numa cidade sem o conceito de “cidades inteligentes”. “Além disso, acredito que os municípios da região têm que trabalhar em conjunto, pensando em soluções para os problemas comuns”, disse.

O proprietário de uma empresa de treinamento, que atua há cinco anos em Volta Redonda, Otair Geraldo Lopes, ocupava uma cadeira no Workshop Smart Cities. “Temos que nos reciclar e a tecnologia está cada vez mais presente no nosso dia a dia”, falou.

Representantes do Departamento de Informática da Prefeitura de Porto Real, Ramon Esteves Torres e Daniel Rodrigues, vieram à Volta Redonda para adquirir conhecimento. “Existe a possibilidade de adaptar práticas que já dão certo em outros municípios à nossa realidade”, acredita Ramon.

A Prefeitura de Volta Redonda também mandou representantes de diversas secretarias municipais. Entre eles, estava o coordenador do Departamento de Tecnologia da Informação da Secretaria Municipal de Saúde, Marcos Velasco. “O case do Prontuário Eletrônico Carioca, da cidade do Rio de Janeiro, me interessa especialmente. Estamos avançando na implantação do nosso projeto do prontuário informatizado e espero que a experiência dos colegas da capital colabore de alguma forma”, disse.

Os palestrantes da tarde foram o especialista da multinacional de tecnologia IBM, Antonio Navarro, sobre “Inteligência Artificial e Cidades Inteligentes usando a tecnologia IBM”; e o consultor em Novas Tecnologias e HPC (High Performance Computing) – Computação de Alto Desempenho, Marcos Pitanga, que falou sobre a IoT (Internet of Things), a Internet das Coisas.

Além deles, o assessor de TI da Secretaria de Saúde do município do Rio de Janeiro, Leon Ayres, apresentou o projeto “Prontuário Eletrônico Carioca” da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Por Prefeitura Municipal de Volta Redonda
Renata Borges com fotos de Evandro Freitas – Secom/VR.


Imprimir